domingo, 28 de agosto de 2011

Papel de bala ou algo assim



Nas conversas que tive com os amigos e nas posteriores reflexões, criei o costume de sintetizar o pensamento em frases, cá estão as que lembrei de anotar.


Não quero construir um futuro brilhante, mas sim um passado alucinante. (Ary Neto)
---

A democracia que não permite a anarquia, na verdade é uma ditadura. (Ary Neto)
---
Os franceses inventaram o perfume. Os “índios” latino-americanos o banho diário. (Ary Neto)
---
Em nome da paz, os cruéis levaram Deus aos quatro cantos do mundo. (Ary Neto)
---
Se todas teorias estiveram erradas, só o prazer usufruído terá feito sentido na vida. (Ary Neto)
---
Cultura: um barato louco, num processo lento. (Ary Neto)
 ---
A apatia é o primeiro estágio do pensamento revolucionário. (Ary Neto)
 ---
Sou contra a concentração de poder, de renda, de terra e de amor. (Ary Neto)
 ---
Liberdade, igualdade e fraternidade são bases que instituíram, mas não construíram. (Ary Neto)
 ---
Existem dois tipos de pensamento: o cristão e o equivocado... Ou seria o equivocado e o não-cristão? (Ary Neto)
---
Um pensamento unânime é o reconhecimento da existência de igrejas não idôneas. Outro pensamento unânime é que nossa igreja não é uma delas. (Ary Neto)
---
O senso crítico de uma sociedade e o poder de manipulação dos seus meios de comunicação são grandezas inversamente proporcionais. (Ary Neto)
 ---
Sou ateu, sim, mas confesso que o melhor presente de Deus foi a individualidade. (Ary Neto)


Saudações libertárias,
Ary Neto

Nenhum comentário:

Postar um comentário